Destaque

[7 fev 2017 | ]
Encerramento do site (ou pausa?)

Após quinze anos conduzindo o site Internet Legal, e desde novembro de 2016, ele não mais será atualizado. O conteúdo por hora continuará ativo, foram 4.256 postagens e 14 páginas estáticas desde a adoção do WordPress em 2009. Para obter notícias sobre Direito e Tecnologia continuaremos no Twitter: http://twitter.com/internetlegal e no Facebook: http://www.facebook.com/internetlegal/. O projeto do Observatório do Marco Civil pode ser acompanhado em http://www.omci.org.br, no Twitter: http://twitter.com/omcibr e no Facebook, http://www.facebook.com/omcibr. Minha página profissional permanece em http://www.kaminski.adv.br. Obrigado!

Leia mais

Destaque »

[7 fev 2017 | ]
Encerramento do site (ou pausa?)

Após quinze anos conduzindo o site Internet Legal, e desde novembro de 2016, ele não mais será atualizado. O conteúdo por hora continuará ativo, foram 4.256 postagens e 14 páginas estáticas desde a adoção do WordPress em 2009. Para obter notícias sobre Direito e Tecnologia continuaremos no Twitter: http://twitter.com/internetlegal e no Facebook: http://www.facebook.com/internetlegal/. O projeto do Observatório do Marco Civil pode ser acompanhado em http://www.omci.org.br, no Twitter: http://twitter.com/omcibr e no Facebook, http://www.facebook.com/omcibr. Minha página profissional permanece em http://www.kaminski.adv.br. Obrigado!






Jurisprudência »

[8 nov 2016 | Tribunal de Justiça de Minas Gerais ]

A 16ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou a Google Brasil Internet a indenizar uma mulher por danos morais em R$ 50 mil. A empresa não cumpriu determinação liminar judicial que a obrigava a retirar os links para uma mensagem falsamente atribuída à vítima, de conteúdo vexatório e ofensivo, publicada em um site. O desembargador Otávio de Abreu Portes, relator do recurso, afirmou que o Marco Civil da Internet não se aplica ao caso, uma vez que os fatos ocorreram anteriormente à sua vigência.






Justiça 2.0 »

[7 nov 2016 | Tribunal de Justiça de Minas Gerais ]

Um detento da Comarca de Pará de Minas recebeu autorização para fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no último fim de semana. A autorização seria rotineira, não fosse o despacho ter sido enviado por Whatsapp pelo juiz Pedro Camara Raposo Lopes, da Vara de Execuções Criminais, da Infância e da Juventude e de Precatórias Criminais, poucas horas antes do início das provas. O juiz afirmou ainda que o esforço do detento deveria servir de exemplo para tantos jovens brasileiros que fraquejam diante de pequenas dificuldades.






Jurisprudência »

[3 nov 2016 | Tribunal de Justiça de São Paulo ]

O juiz José Wilson Gonçalves, da 5ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar para determinar que o Facebook providencie a remoção de postagens ofensivas a um médico. A decisão fixou prazo de dez dias corridos para o cumprimento, sob pena de multa diária de R$ 1 mil, até o limite de R$ 1 milhão, além de punição por dolo processual e apuração de responsabilidade criminal por desobediência.






Jurisprudência »

[28 out 2016 | Superior Tribunal de Justiça ]

A Quarta Turma do STJ condenou o jornalista Paulo Henrique Amorim a indenizar em R$ 40 mil o secretário de Defesa Social de Minas Gerais, Sérgio Menezes. De forma unânime, o colegiado entendeu ter havido extrapolação dos limites do direito à informação e opinião em blog jornalístico, com divulgação de notícia que ofendeu a honra e a imagem do secretário. Segundo Menezes, o blog Conversa Afiada, coordenado pelo jornalista, publicou à época texto que sugeria que ele não estaria cumprindo com suas funções na superintendência durante a investigação sobre o banqueiro Daniel Dantas.